quinta-feira, 2 de julho de 2015

Todos tem histórias e Eles, Mais ainda...Homenagem

 Reprodução da matéria exibida em 11 de março de 2013

Mãe e filha perdem a vida na BR 287...

Essa foi a chamada no blog do Rafael Nemitz para uns dos acidentes mais graves acontecidos na BR 287 nas proximidades do Parque de Exposições Sílvio Ferreira Aquino

O relógio marcava 14h50 do dia 23 de Abril de 2010 quando o motorista,  Marcelo Carpes Perdomo 37 anos que vinha de São Borja e conduzia seu Tempra com mais três pessoas dentro,  se envolveu em um Acidente  de Trânsito , estavam também no veiculo - Marcelo Filho na época 13, filha Luisa 15 e esposa Cristiane com 34 anos. O destino, Santa Cruz do Sul visitar parentes. 

De acordo com a ocorrência, o Tempra bateu num caminhão de São Francisco de Assis, envolvendo-se também no fato um Gol de Santiago, da ocorrência resultou a morte da mãe Cristiane e da Filha Luisa que ficaram presas nas ferragens , o pai e o filho foram em estado grave para o Hospital de Santiago, Marcelo pai tinha fraturas expostas nas duas pernas e fraturando também o crânio, Marcelo Filho também apresentava fratura no crânio e  na coluna  sendo ambos na época levados para Santa Maria.

O tempo passou...se foram dois anos e 10 meses e na tarde desta segunda feira (11 de março) os bombeiros de Santiago tiverem uma surpresa, era homem perguntando onde encontraria três bombeiros que salvaram sua vida e de seu filho em um acidente ocorrido em 2010. Após algumas explicações sobre o fato, houve o encontro que emocionou os socorristas. 

Marcelo Carpes Perdomo resolveu procurar os bombeiros sargentos: Jorge Alberto Gonçalves dos Santos , Claudio Brasil Soares dos Santos e Anderson Ceolin Botton.  

Marcelo contou parte de sua dolorosa trajetória desde o acidente. Disse que ficou dois meses e meio em coma profundo, tendo parte do corpo totalmente marcado por mais de vinte cirurgias. Marcelo falou do filho, disse que hoje esta bem, mas que nunca poderá jogar bola, coisa que adorava fazer... Marcelo filho tem hoje 15 anos, e devido a uma platina no pescoço  terá a vida um tanto limitada. 

Marcelo que ainda procura justiça, fala muito em Deus, reconhece mais pessoas que lhe ajudaram, no dia 5 de Junho terá audiência aqui em Santiago sobre o fato. Para os três Bombeiros foi uma surpresa feliz, nunca tiveram noticias dos sobreviventes. até por que  nunca esperam agradecimentos,  mas se sentiram felizes em vê-lo bem.