sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Ao saudoso Ted Boy Marino


Ted Boy Marino, astro do Telecatch, morre no Rio

O ator-lutador, de 72 anos, sofreu uma uma parada cardíaca após cirurgia



Morreu nesta quinta-feira no Rio de Janeiro Ted Boy Marino, um dos astros do programa de televisão Telecatch, que exibia luta livre coreografada nos anos 1960 e 1970 - uma espécie de UFC de mentirinha. Ele tinha 72 anos. Seu corpo será velado no cemitério São João Batista, em Botafogo.
Mario Marino, seu nome de batismo, foi submetido a uma cirurgia de urgência no Hospital Pró-Cardíaco e sofreu uma parada cardíacada logo depois da operação.
O ator-lutador deu entrada no setor de emergência do hospital durante a manhã com um quadro de trombose e foi encaminhado para o centro cirúrguco imediatamente.
Em entrevista recente, Marino disse detestar ver o esporte que praticava comparado com o MMA. "Na verdade, sou um grande aluno dos mexicanos da lucha libre. O que eles fazem é um esporte alegre, divertido, de circo. Como muitos deles, eu não consigo bater em moscas. Se elas vêm, eu só abano. Não sou como o Anderson Silva, que movimentou o Brasil todo com aquela luta agressiva", disse. "Aquilo é coisa para bandido, pô! É matar ou morrer, cheio de violência. Eles dão soco na cara, cotovelada, joelhada... O que é isso"', afirmou.
Marino defendia a proibição das transmissões do UFC. "Ou exibir em horário bem tarde para evitar que crianças pudessem assistir". Decepcionado com a decadência do telecatch no Brasil, Marino comparava a popularidade do esporte no México. "Lá se pratica mais luta livre do que futebol. Tenho muita saudade", confessou.
Perfil - Italiano da Calábria, Marino começou a gostar de luta livre quando garoto em Buenos Aires, para onde sua família se mudou depois da Segunda Guerra Mundial).
Paralelamente ao ofício de sapateiro, ele praticava halterofilismo e, com os colegas, começou a treinar os golpes coreografados que assisitia nas lutas livres da TV argentina.  
Aos 24 anos, veio para o Brasil com outros cinco lutadores, todos contratados pela TV Excelsior. Nos ringues, ao lado de personagens como Tigre Paraguaio, Electra e Alex, ele derrotava os vilões Aquiles, Verdugo, Rasputin, Barba Negra, El Chasques e Múmia, entre outros.
Ted Boy também fez sucesso no programa "Os Adoráveis Trapalhões", onde atuava ao lado de Renato Aragão, Ivon Cury e Wanderley Cardoso. O ator contracenou novamente com Aragão no filme "Dois na Lona".
Anos depois, o ator-lutador se transferiu para a TV Globo, onde atuou no Telecatch, que era veiculado aos sábados, e também na Sessão Zás Trás, em Orion IV x Ted Boy Marino e em Oh, que Delícia de Show, entre outros programas.