sábado, 27 de outubro de 2012

Para viver bem é importante aprender a:




Por Bayard Galvão
- perder quem é amado
- ser desprezado por quem ama ou gosta..
- ser substituído..
- fazer o melhor e não atingir o objetivo..
- fazer o melhor e não ser suficiente para alguém..
- morrer para não temer o viver..
- saber quando insistir e quando desistir..
- saborear amores e amigos, mesmo que passageiros..
- saborear a vida, mesmo que se tenha dores..
- cortar na própria carne, seja para um futuro distante ou não..
- valorizar o que com o tempo melhora, uma possibilidade do espírito humano..
- inebriar-se da vida de quem morreu, não da perda que se teve.

- viver com prazeres e nunca se submeter a eles..
- viver com dores e nunca se submeter a elas..
- questionar os próprios sonhos, destruí-los e criar outros, caso necessário..
- saber-se finito, mas eterno enquanto se vive..
- olhar-se com os próprios olhos, embora também refletindo sobre como os outros lhe vêem..
- conhecer os espíritos das pessoas, principalmente daquelas que façam parte da sua intimidade..
- entender por que cada pessoa com quem você convive quer estar ao seu lado..
- saber que o viver não tem regras, e que cada um de nós, se quiser, precisa criá-las, aceitá-las ou absorvê-las como uma esponja, nesse caso, transforma-se num escravo, de maneira mais ou menos percebida. Entretanto, somos escravos dos nossos passados até o dia que percebemos isso e criamos a possibilidade de conseguirmos nos libertar..
Entretanto, como cada indivíduo formará essas ou outras idéias no espírito, se assim desejar, depende de cada um. Contudo, a sabedoria é tão mais necessária para viver bem quanto mais difícil for a vida do indivíduo.