quinta-feira, 19 de abril de 2012

Teu tesouro teu coração

Fui nascido de uma boa família sem grandes problemas, meu pai era industrial, para agradá-lo fiz medicina, com dificuldades é claro pois gostava de aproveitar a vida, o que fiz com paixão.

Certa vez , aceitei a sugestão de um colega, e parti para a droga. Comecei com um "baseado" passando logo para substâncias mais fortes, para minha infelicidade como era médico, tinha aceso fácil as drogas e entorpecentes, não foi difícil mergulhar fundo no vício levando outros para o mesmo caminho. 

Meus pais nunca desconfiaram, acreditavam em mim, colocavam a mão no fogo pelo  seu filho "doutor. Apos uma festinha, me levaram para o hospital entrei em coma, desencarnei por "overdose" e sofri muito além-túmulo fiquei um bom tempo em zonas inferiores. Após nova pausa, completou emocionado:-Por acesso de recursos financeiros, que me livravam de qualquer preocupação material; pela falta de ideais superiores; sem convicção religiosas, elegi o prazer como meta e fiz dele meu tesouro sem perceber que me afundava cada vez mais, na degradação moral.
***
Trechos do livro "Preciso de Ajuda"  de Célia Xavier Camargo, pelo espirito Eduardo.