quinta-feira, 5 de abril de 2012

A união


Bastaria um só corpo celeste, por pequenino que fosse, não cooperar no conjunto, para que cataclismas de grande proporções adviessem como resultado. As leis magnéticas  de atração e repulsão precisam estar em perfeita conjunção de esforços,para haver o equilíbrio.

Aqui na terra, também vemos a natureza sempre nos dar singelos exemplos.

Uma pérola que tivesse hábitos solitários, não poderia formar sozinha o conjunto harmonioso de um colar custoso.

Uma garoa de água, que teimasse em desprender sozinha da nuvem alentada, não poderia irrigar o solo árido pois sua capacidade de trabalho seria restrita.

Um tijolo ,por mais que tenha boa vontade, se teimar em estar sozinho sem a cooperação de outros tijolos seus irmãos, não poderá, nas mãos de hábil arquiteto, se transformar em acolhedora vivenda.

Em tudo é preciso conjunto para mais fácil e eficiente se tornar a tarefa a ser empreendida.

Copiemos a natureza com nossos atos, sendo unidos em nossos empreendimentos. Se assim fizermos, mais facilmente venceremos os obstáculos.

E como cooperadores da Seara do Divino Mestre, porque não unirmos nossos esforços, para, em conjunto, edificarmos algo que seja útil para a Humanidade?