terça-feira, 1 de maio de 2012

Agradecer

Talvez como uma forma de defesa, temos o costume de maximizar nosso problemas subjugando os dos outros.

Certo dia fui no Centro Espírita Bezerra de Meneses, ali perto do Cruzeiro, ao meu lado sentou um senhor que tão logo me deu boa noite, começou a chorar. Em voz baixa meio sussurrando, em questão de minutos, mesmo sem conhecê-lo, contou-me seus problemas, e enquanto falava, pedia desculpas pelo fato de ali estar me contando algo de sua vida e chorar o mesmo tempo. 

O que fazer numa hora destas? Só quem sofre sabe o peso de sua dor, me ative a ouvi-lo e o pouco que falei é que DEUS, não nos da um fardo que não podemos carregar, tão logo falei isso, ele passou para o setor de orações.

Ainda me lembro de suas lamúrias, pois seus filhos serão doentes para o resto da vida, não havendo por enquanto, cura para o problema. Agora, os problemas deste senhor fará parte das minha orações, é por estas e outras, que devemos mais que nunca agradecer a Deus, por tudo de bom que temos.