quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Argentina teme suicídio em centro por causa do dia 21 de dezembro


As autoridades argentina fecharam os acessos ao monte Uritorco, tradicional área de meditação na província argentina de Córdoba (centro) por temer que ocorra um suicídio em massa por causa da profecia do fim do mundo do calendário maia.

O prefeito da localidade de Capilla del Monte, Gustavo Sez, explicou que tomou esta decisão por prevenção, em função da convocação no Facebook do que foi chamado de "suicidio espiritual em massa" na próxima sexta-feira, dia que muitos acreditam ser o fim do mundo por causa da profecia maia.

Calcula-se que 15 mil pessoas se hospedarão em cabanas e hotéis nas localidades próximas ao monte, onde milhões de jovens e adultos chegam todos os anos para práticas esotéricas e onde em décadas passadas foram registradas supostas visitas de óvnis. O monte Uritorco era um sítio sagrado para os povos originários da região.