domingo, 23 de junho de 2013

Geração Altiva


É bastante comum ouvir-se falar da precocidade das crianças de hoje em dia. 

Impressiona a facilidade com que dominam as novas tecnologias. 

Também é notável o modo pelo qual rompem tabus e preconceitos. 

Diante de seres tão independentes e dinâmicos, pais e educadores costumam quedar perplexos. 

Há nos jovens da atualidade algo de diferente. 

Não se trata de mera rebeldia, sempre presente, em algum grau, nas novas gerações. 

É todo um novo sistema de valores que parece desabrochar. 

A Espiritualidade Superior noticia que realmente surge no mundo uma nova geração. 

Trata-se de Espíritos que há muito não reencarnavam. 

E mesmo de alguns que vêm de mundos distantes para aqui renascer. 

Sua chegada é motivo de alegria e cuidados. 

Alegria, pois trazem a tarefa de promover o progresso do planeta. 

Dotados de grande intelectualidade, trazem novos conceitos de vida que desejam colocar em prática. 

Alguns ainda são ricos de sublime moralidade. 

A necessidade de cuidados deriva da própria qualidade desses seres. 

Eles são independentes e altivos. 

Renascem com o propósito de reformular os valores sociais e aprimorá-los. 

Por conta disso, não são submissos e conformados. 

Com eles, não adianta o discurso da mera proibição. 

De nada resolve exigir que obedeçam aos mais velhos. 

Eles precisam ser convencidos com bons argumentos. 

Gritos e violências nunca foram métodos educativos eficazes. 

Mas com essas crianças especiais são ainda mais infelizes. 

Elas tratam os adultos de igual para igual. 

Não aceitam punições e reproches e nem regras de conduta sem sentido. 

É preciso conquistar-lhes a admiração e o respeito. 

O fato de serem a promessa de um futuro melhor não autoriza que sejam abandonadas à própria sorte. 

Seus pais são depositários de um tesouro Divino e darão conta do que fizerem. 

Necessitam esmerar-se em dar bons exemplos e formação intelectual e moral adequadas porque a influência do lar é fundamental na formação do caráter. 

Espetáculos de violências e indignidades podem causar grande prejuízo, mesmo em um Espírito mais avançado. 

Afinal, ao se tornar adulto, ele terá primeiro de superar os traumas pelos quais passou. 

Caso os prejuízos sejam muito grandes, talvez não consiga desempenhar a contento suas tarefas. 

Inúmeros Espíritos de alto gabarito estão retornando às lutas terrestres.

Eles são a promessa de um mundo mais justo e fraterno. 

Importa cuidar bem deles e preparar-lhes o caminho. 

Orientá-los, para que não se percam na rebeldia vã e nem na libertinagem. 

Cercá-los de afeto, a fim de que cresçam seguros e equilibrados. 

Pense nisso. 

Texto extraído do SITE : Redação do Momento Espírita - 21/09/2011