quinta-feira, 5 de março de 2015

Minha dor não tem limites.




Deus é amor? Sim é

Se é como explicar ele ter levado minha filhinha que tanto Amávamos, nos  causando tanta dor?

Porque tudo na vida tem um propósito, e muitas vezes não entendemos.

Minha dor não tem limites.

Sim, eu sei.

Como sabes já passastes por isso?

Sim, também perdi um filho...

E o que você aprendeu com a morte dele?

Aprendi?

Sim, o que aprendeu com a morte de vosso filho?

Meu filho era um homem bom, justo e trabalhador foi um exemplo de Pai e Esposo. Mas o que mais aprendi com ele foi ter Esperança, pois é ela que me faz ter fé que um dia o verei de volta.

Só isso?

Como só isso?


Ter esperança é saber que podemos a toda hora nos reconciliarmos com nós mesmos. Ter esperança é saber que toda morte é a expressão suprema do amor de Deus. Ter Esperança é saber que podemos ganhar o amor de Dele,  mesmo sem crer. Ter Esperança e saber que logo ali estará o resultado de nossas vitórias, é saber que nada, que nem a Morte separa quem se Ama. 

É saber que logo estaremos todos juntos em nossa verdadeira casa. Ter esperança é não temer a morte, é  saber que ela faz parte do processo Evolutivo, e que Devemos sempre fazer o bem. Ter esperança é orar pela felicidade alheia, tendo no fundo a plena convicção que logo todos nos reencontraremos. E por fim a Esperança, é irmã da fé, e a fé nos diz  que o mundo é uma Nau e que mesmo cegos pelo desânimo  “Jesus, como sempre, Esteve e estará, no Leme.”