domingo, 24 de maio de 2015

Dúvidas.

No mundo raríssimas coisas tem explicação. Vivemos em certos aspectos cheio de dúvidas entre elas, as perguntas básicas, De onde viemos, por que estamos aqui, para onde iremos depois desta vida. Cada um busca suas respostas e as toma como verdadeiras, pois precisamos de auto afirmação, mesmo não sabendo a verdade dos fatos dos damos como satisfeitos. Pensar sobre nós nos estressa, nos faz chegar à lugar algum, e se já nos achamos perdidos, não cabe complicar as coisas mais ainda, o poço pode ser raso ou fundo, mas sempre será um poço. Afastar-se do improvável é necessário. Busca-se coisas que satisfaçam o corpo os olhos o ego, enquanto que o mesmo esforço não é dispendido para o Eu. Necessário é aprender. Dizem que para evoluirmos um décimo que seja, teremos que nascer e morrer a mesma quantidade de planetas no universo, sabendo que na terra o número de grãos de areia e inferior ao numero de planetas no universo, tira-se uma ideia de como estamos longe da evolução. Se serve de alento saibam que esta vida na qual estamos já nos leva para metade do caminho. Se encontrar não que seja preciso, mas quanto mais nos entendermos, melhor viveremos. Correr não é necessário, mas alargar a passada sim. Por mais que um dia o folego se esvaia restará  ainda a vontade, a fé que tudo um dia Será Explicado. Sabemos que Jesus fazia milagres, e as pessoas acreditavam nos milagres, mas não nele como filho de Deus...“Na verdade, na verdade vos digo que aquele que crê em mim também fará as obras que eu faço, e as fará maiores do que estas...” (João 14:12). Se ele disse isso, quem somos nós para discordar?