quinta-feira, 21 de abril de 2011

Esquerda no Brasil -Dia do policial

Nesse dia do policial, meus respeitos ao milhares de homens e mulheres, que colocam suas  vidas em defesa da sociedade. Hoje, a polícia, que foi usada por governos, para reprimir professores dar laço em sindicalista é a  maior expressão do direito do cidadão. Como disse o major Ney" Somos livres porque temos uma policia" Infelizmente, estes que assim procederam, continuam ainda se não nos bastidores, no centro do poder. Temos agradecido  o reconhecimento dos amigos da imprensa de Santiago. Do governo, nada esperamos, ainda usamos o velho revolver 38, criado lá no começo do século 20, enquanto a marginália usa  o magnuns e outras armas que muitas vezes a policia nem conhece. Governos vão e vem, e nós  continuamos, até acreditávamos na tal esquerda, mas  como me disse um colega " A Esquerda no estado, é mesmo que o violinista, pega, com a Esquerda, mas toca com a Direita". Não é nem será diferente, de seus antecessores, com exceção de LEONEL BRIZOLA. Se tem algo que não sou. é partidário de ações mal planejadas, sou classista lutei pela minha classe, ajudei a eleger o deputado do PT em nivel estadual mais votado em Santiago Ex-deputado Zé Gomes. Nos escondíamos, numa garagem perto do medianeira, pra falar sobre política, fui punido e esta lá ainda essa punição, por dar entrevista contra o então governador Britto, na radio Santiago e rádio Iguaçu, fazíamos churrasco as escondidas para filiar colegas no PT. Nunca pedi nada, pedia sim para o coletivo, fui bem ensinado pela minha mãe, para não ser individualista. Poucos sabem minha história. Construo-a de cabeça levantada. Se não era visto como um companheiro do partido, foi um bom sinal, pois outro dia fui chamado de ex -companheiro no blog do Bianchini. Continuo a dizer, sou classista, não partidário de ações mal planejadas.  "Cada um faz sua história, eu fiz e faço a minha.  Quatro anos passam rápido e se esse governo não vingar, serei um dos seus principais criticos, darei minha mão a palmatória e trabalharei contra até debaixo dágua. Deus queira que eu esteja errado.