segunda-feira, 2 de maio de 2011

Vinganças e perguntas

Ao ver pessoas e seu lider maior, comemorando a morte de outro, penso no instinto animalizado que ainda perdura nos seres ditos "humanos." Algo ainda permanece intacto em suas almas. Para o espírita a vingança não é mais somente um movimento exterior, é um movimento que nasce do Espírito e aí deve ser combatida para que não se torne erva daninha a corroê-lo, fazendo-o distoar dos objetivos educativos da vida. (Expositor: Pedro Vieira Rio de Janeiro 01/01/2003)
Quanto ao ato vingativo...Será essa a lição, que o governo americano tem a ensinar a seu povo? Ou é para maquiar as dificuldades sérias que assolam o pais, afim de trazer o povo para seu lado?