domingo, 24 de julho de 2011

Últimas palavras e as opções erradas

Uma vida, nunca será uma vida se não tiver nela, os detalhes. Os detalhes dos amigos de infância, do primeiro emprego, da perspectiva de vida, do primeiro amor, dos estudos, das músicas da época, da primeira morte  na família e como lidar com ela, dos filhos que virão, do que eles farâo da vida, das separações e desamores, dos novos amores, do sucesso ou não, na profissão, dum futuro incerto e não sabido, das doenças, dos entraves enfim, os detalhes do começo, meio e fim. Vida é isso, é  um emaranhado de detalhes. A Deus, agradeço todos os momentos destes detalhes. No leito, esperando o fim da vida no corpo, que sejam minhas últimas palavras, " Obrigado Deus pela vida que tive" e na consciência divina que jamais será apagada do nosso ser, entender que, nada, nada deve ser visto como problemas e sim, aprendizados. Na vida, erros não existem, o que existem são opções mal feitas, é isso.