sexta-feira, 27 de junho de 2014

O saber opcional

A vida se torna boa com quem é boa para ela. Com o passar dos tempos vivenciamos mil situações e nessas vivências vamos optando por ser assim ou assado, tomando como leme de vida tanto as qualidades alheias como seus defeitos, até porque somos o que somos pelo que vivemos e sentimos e não porque queremos ser. Uma coisa é o desejo inconsciente o sonhar com algo em ser alguma coisa, outra são as forças alheias que nos impelem tanto para às conquistas como aos fracassos. O tempo de vida de um homem conforme bem planejado se tornado um amigo  inseparável, marcando dia após dia no calendário da vida, uma sequencia de conquistas. O conhecimento popular fala: "Diga-me com quem andas e te direi quem és", em novos tempos redefine-se essa marcante frase para: "És o fruto de seus próprios atos", como estamos em fase de aprendizado nos permitimos errar, afinal aqui ninguém é perfeito. Se para chegar na perfeição só se errando então que assim seja, mesmo que esse erro doa, e vai doer. Há os que nascem sabendo outros morrem sem aprender, cada um faz sua escolha, quando tem opção é claro.