terça-feira, 8 de julho de 2014

Progresso e as Religiões

As religiões, como a sabedoria dos nossos pais, se esvaem ao sopro do progresso, como nuvens batidas pelo vento.
Se é verdade que elas serviram para embalar gerações, é também fora de dúvida que não mais satisfazem almas e corações.
Úteis, talvez, nos tempos da infância da humanidade, já perdem atualmente a sua razão de ser.
A luz sucede às trevas; o alimento sólido sucede ao leite materno; Tudo evolui, tudo progride; o passado é como um código revogado, é um grito de esperança para o presente, como o presente é a alvorada do futuro.

Examinar, estudar, pesquisar, tal deve ser nosso dever, para que, a par da Verdade, não nos percamos em caminhos ímpios que prejudicam o nosso progresso.


Cairbar Schutel