domingo, 4 de novembro de 2012

Alienação

Se tem algo que gosto é ler, seja o que for, sendo assim louvo a bentida escrita que se reporta ao mundo on line*internet, mesmo que precária sujeito aos mais afortunados. Ainda creio que assim como os rádios, todos terão acessos as informações, único modo que pode fazer do povo realmente livre, para assim fazerem juízos conforme suas consciências. Discordo veementemente do direcionamento obrigatórios a certas leituras, bem como usurpar  o direito de quem quer que seja a expressá-las. O meio virtual é como televisão, olha, vê, interpreta quem quer, não quer ver, não quer ler de um clic e pronto. Aliene-se, se assim for melhor...você que sabe.