sábado, 13 de abril de 2013

Antônimos


Vivemos em dois mundos, onde um é o oposto do outro, neste caso, dois  lados. Um deles pode ser triste outro alegre, um cheios de sonhos, outro com desalentos. Uma parte dele ainda crê nos homens, o outro já tem provas contrárias. O primeiro lembra o passado , já o segundo aposta no futuro.  Um deles crê no amor, outro fomenta o desalento. Um é sal outro açúcar, um sabe o que quer o outro perde-se no tempo. Um procura a saída, o outro o retorno num, o sentimento é água no outro é fogo, um é luz outro escuridão, um é júbilo outro tristeza, um é ímpeto outro moleza, um egoísta, outro despreendido, um é cético, outro é pio, um é calmo, outro promove ruídos, um gosta de segredos, outro é ostensivo, um é louco, outro sábio, um é sórdido,  outro é probo.  São tantos mundos num só....Na íntimo, os dois procuram a felicidade e essa procura nos mostra, que passamos um vida inteira sendo sinônimos e antônimos  de nós, mesmos.