sábado, 21 de maio de 2011

Comprometimento

O estado demorar quatro anos para agir no caso da menina "sofrida" é o fim da picada. Sem buscar culpados, a tal rede falhou. É uma forma triste de descobrirmos onde e porque falhamos. Falou certo a Sandra, no programa do Expresso, que "cada vez mais devemos qualificar quem lida com estes casos, para que tenha uma percepção além de seu vinculo de emprego". Festejar a prisão dos deliquentes, se torna ínfimo perante a tortura psicológica da criança, na real deveríamos mesmo era chorar, se alguns, já não o fizeram.