segunda-feira, 4 de julho de 2011

Deputado gaúcho e contra os brigadianos

Novo líder é contra a PEC 300


A missão de ouvir as insatisfações e apaziguar os ânimos no parlamento ganhou o reforço do deputado Mendes Ribeiro (PMDB-RS), confirmado ontem no cargo de líder do governo no Congresso. Em sua primeira entrevista após a presidente Dilma Rousseff oficializar o convite, o peemedebista mostrou estar em sintonia com o Planalto ao afirmar ser contra dois temas espinhosos, que não interessam o Executivo: a aprovação da PEC 300 e da Emenda 29.

A primeira proposta unifica o salário de policiais e bombeiros no país, enquanto a segunda aumenta os repasses de dinheiro à saúde. A intenção do presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS), é votar a PEC 300 e a Emenda 29 na próxima semana, caso haja acordo, antes do recesso parlamentar.

Mendes Ribeiro disse ser contra as iniciativas. “Nós não podemos colocar em votação alguma coisa para derrotar. E isso é a PEC 300 e a Emenda 29″. No caso da proposta sobre a saúde, o novo líder foi enfático: “Acho a Emenda 29 muito ruim”.

Depois de almoçar com a presidente, o deputado destacou não ter recebido nenhuma orientação sobre as votações, mas destacou que sua principal tarefa é trabalhar pelo espírito coletivo. “A presidente não me pediria nada diferente de qualquer brasileiro: muito trabalho, muito diálogo, muita paciência, muita consciência do momento difícil que a gente vive. Sem dúvidas, temos muitos desafios pela frente, mas vamos enfrentá-los”, afirmou, acrescentando que não trabalhará na articulação política, mas pretende contribuir para a equipe responsável pelo setor.

O parlamentar ressaltou, ainda, que trabalhará afinado com o deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP) e o senador Romero Jucá (PMDB-RR), líderes do governo, respectivamente, na Câmara e no Senado. “Sou alguém que vai acrescentar, tenho nossa coordenadora, a ministra Ideli Salvatti. Nós vamos fazer esse trabalho de ação política conjunta e vamos fazer com que as coisas fluam. A minha experiência de 16 anos na Câmara dos Deputados me mostra que é possível fazer isso.”

Agradecimento

Por meio de nota assinada pelo líder do PMDB na Câmara, deputado Henrique Eduardo Alves (RN), o partido agradeceu a indicação do colega gaúcho à presidente Dilma Rousseff. “O convite ao deputado Mendes Ribeiro para o cargo consolida, de forma ética e respeitosa, nossas relações institucionais e políticas”.


Questionado se o PMDB e a bancada da Câmara se sentem mais atendidos com sua indicação para a liderança, Mendes Ribeiro desconversou, mas concordou que sua legenda teve uma grande relevância para a nomeação. “Que houve a participação do meu partido, evidente que sim, ou eu certamente não estaria aqui.”

Autor(es): » Débora Álvares
Correio Braziliense





Postado em04 julho 2011.