domingo, 6 de maio de 2012

A obsessão

Ao lado dos conflitos humanos encontra-se uma psicopatologia das mais graves, nem sempre considerada pelas doutrinas encarregadas da área da saúde: a obsessão. Esta configura-se como sendo a interferência negativa de espíritos inferiores nas mentes reencarnadas.
Em uma visão realmente lógica, somente existe uma realidade que se apresenta sob dois aspectos: a que se condensa em uma organização material e a que lhe é precedente. Desse modo, as duas expressões confundem-se num intercãmbio vibratório perfeitamente compreensível, sofrendo os efeitos uma da outra.
Considerando-se que a lei das afinidades ou de sintonia vibra em todo o Universo, o seu vigor une os Espíritos no seu processo de desenvolvimento dos recursos evolutivos, em qualquer lugar que se encontre. Cada qual elege as companhias de acordo com o comportamento mental, moral e espiritual, mantendo convivência saudável ou enfermiça, conforme os conteúdos vibratórios dos seus companheiros. Em consequência, ninguém, que permaneça na Terra a sós, visto que temos ao redor de nós tão grande número de testemunhas que vigiam, conforme anotações do apóstolo Paulo, na sua Epístola aos hebreus, cap. 12, vers. 1. 
A obsessão multiplica-se hoje como terrível pandemia e, neste terrível contubérnio enfermiço grave, pode-se dispor do ensinamentos espíritas para operar a transformação da sociedade para melhor, iniciando-se pela recuperação do indivíduo, a fim de alcançar-se todo o grupo no qual se encontra. Os recursos são os mesmos oferecidos pelo Psicoterapeuta Jesus, que propõe a modificação da conduta mental e naturalmente comportamental, utilizando-se dos valores defluentes do amor para sanar as dívidas do passado ou recuperar-se dos desequilíbrios do presente, trabalhando os metais do espírito viciado, e amoldando-o ao bem mediante as ações seguras da solidariedade, da benevolência, apoiado na oração ungida de confiança em Deus e na correspondente entrega dos sentimentos à caridade.

Manoel Philomeno de Miranda (espírito). Psicografia de Divaldo Franco. Livro: Mediunidade: Desafios e Bençãos.

----
O Espiritismo
www.oespiritismo.com.br