sábado, 24 de novembro de 2012

Um labirinto com seta indicativa



Para consolo, até serve a frase" Deus quis assim," mas só para consolo, não somos marionetes do destino, sempre temos e teremos o livre arbítrio para decidir, sobre nossas ações. O universo é matemática e física pura, nada, nada pode influenciar os homens para o erro final, podemos sofrer influências negativas ? Claro que sim, mas a palavra, o sentimento a ação derradeira sempre será nossa. 

Existe uma racionalidade universal onde cada ser, cada consciência evolutiva esta sujeita a ela, as leis universais são imutáveis essa é a ordem e nem Deus pode mudá-la, contrariá-la  é impossível, até porque não existe o contrário do que é único, apenas passamos experiências onde nossos objetivos é o bem, só existe um ponto de chegada para os homens.  Em nossas experiencias terrestres com nossos parcos conhecimentos, damo-lo nomes, certo errado, amor ódio etc...onde o ponto final será "o ser para e pelo ser," ou seja, sem crescimento evolutivo espiritual coletivo, com pensamento único para Deus, retornaremos sempre até nos aperfeiçoarmos e irmos para outros mundos.

Saiba que já passamos por uma fase: O  Mundos primitivos, que são planetas onde os Espíritos realizam suas primeiras experiências encarnatórias. 

A Terra, no passado distante, já esteve neste estágio primário.

Estamos agora no : Mundos de expiação e provas: 

Mundos de expiação e provas são planetas mais adiantados que os mundos primitivos. Mas, por causa do pouco adiantamento moral de seus habitantes, o mal e o sofrimento ainda predominam na sociedade. É um lugar onde os Espíritos resgatam dívidas contraídas perante a Lei Divina e passam por provas destinadas ao seu aperfeiçoamento moral e intelectual. O mundo terreno atualmente está nesta categoria.


Mundos regeneradores: Os mundos regeneradores são orbes onde não há mais expiações, mas existem provas pelas quais o Espírito encarnado ainda tem que passar para adiantar-se. 

São os mundos de transição entre os de expiação e provas e os felizes.

Mundos felizes: Os mundos felizes são os planetas onde predominam o bem e a justiça na vida social. Nessas sociedades não há mais injustiças de nenhuma natureza e os povos são fraternos uns com os outros, ajudando-se reciprocamente.


Mundos divinos: São aqueles onde reina absolutamente o bem, sem qualquer mistura com o mal. Constituem-se em moradas de Espíritos superiores e da felicidade dos eleitos.

Fonte:http://www.espirito.org.br